Luxo sustentável

luxo-sustentavelMuitos confundem luxo com ostentação.

O conceito de Luxo é ter ou usufruir de algo que é mais que o necessário, um conforto adicional que vai além das expectativas básicas. Quase sempre o luxo é mais caro que o simples, mas nem sempre o mais caro é mais luxuoso.

Um exemplo de luxo sustentável é a preferência pelo artesanal, a compra da beleza e do único.

Para ilustrar vamos pensar em um o investimento em uma saia feita de renda de bilbo, feita a mão. É muito luxo!

Saia é saia, se a necessidade é de uma saia qualquer saia serve, as roupas industrializadas são mais rápidas de fazer e baratas para comprar…

Mas a saia de renda de bilbo tem um trançado único, lindo feito por mãos habilidosas de rendeiras que passam meses tramando aqueles fios até chegar no resultado final. Tanto tempo, talento e dedicação ao trabalho merecem reconhecimento adequado, devem ser adequadamente remunerados. A dificuldade e a dedicação necessária para confecção deste bem único torna-o caro e inacessível para quem não pode pagar, tornando-o um artigo de luxo, de intensa beleza e valor mas que poderia ser substituído por uma saia mais simples sem prejuízo na sua função básica: cobrir as pernas e quadris.

O luxo da saia e bilbo ilustra o consumo luxuoso e valorização adequada aos trabalhos artesanais que  remunera mãos habilidosas que distribuirão sua renda em suas comunidades, geralmente carentes. É um luxo inteligente e sustentável.

Uso de serviços de luxo e qualidade de vida pode ser sustentável.

Existe também o luxo gasto em serviços de luxo que promovem a saúde através da promoção de atividades que estimulam o movimento do corpo e a boa alimentação.

Um exemplo de serviço de luxo que poder ser sustentável são clinicas e spas que promovem bem estar, mas atenção, esses locais podem usar produtos e cosméticos não tão sustentáveis assim, se atente aos detalhes.

Bem estar e mimos com o cuidado pessoal são luxos sustentáveis, promovem a circulação de valores e estimulam a os hábitos saudáveis de quem usufrui destes, aumentando a qualidade de vida de todos os envolvidos nesse processo.

Existe um luxo que não é ostentação, mas é um luxo por vezes egoísta que não leva em contas aspectos fundamentais para o equilíbrio ecológico e social no nosso planeta. 

Jatinhos particulares são um Luxo que precisa ser repensado. Aviões são os maiores poluentes do planeta, e o pior é que eles poluem mais perto da camada de ozônio, o que intensifica os prejuízos causados pelos gazes poluentes em nossa atmosfera.

Bancos e casacos de pele e couro, as opções hoje são tantas, recomendo que assistam “Earthlings”(todos os 10 videos de 10 min cada), palavras sobre esse assunto não são mais necessárias.

Toneladas de sapatos a espera de um único dia para o uso, roupas usadas apenas uma vez e guardadas, acumulo de bens nunca usados, esse é um luxo que realmente precisa de revisão. A redistribuição e venda de artigos de moda seminovos, ou muita vezes ainda novos, precisa virar um habito luxuoso para equilibrar e circular as riquezas do nosso planeta.

Quando a Ostentação pensa que é Luxo

Podemos falar de carro potentes não híbridos, peles de animais selvagens, compras de supérfluos para serem usados uma unica vez em determinado evento ou aparição social…

Um produto pode ser bom e sustentável  mas quando é adquirido simplesmente porque é o mais caro e é bom para ser exibido em determinada roda social, ele não recebe o devido valor e por vezes acaba parado e sem o ter sua devida utilidade exercida. Neste caso o Luxo se torna Lixo em pouco tempo, e o que era para ser bom para todos fica com seu potencial guardado e desprezado, deixando de exercer sua função inteligente no dia a dia.

Luxo mesmo é usar e consumir com sabedoria!

 

Um Comentário

  1. ivonete maria disse:

    ok, é muito bom poder participar .