Garrafa Plástica ou garrafa de vidro?

Garrafas são necessárias

Os recipientes para guardar líquidos promoveram uma grande mudança na qualidade de vida da humanidade.

Antes feitos de barro, depois de vidro e agora de plástico, as garrafas e recipientes impermeáveis são itens indispensáveis para o armazenamento das substâncias e líquidas e oleosas que usamos no nosso dia a dia.

Mas ao parar um pouco e refletir, será que vários dos produtos de limpeza que compramos em garrafinhas não poderiam vir em pozinhos ou pastas para misturar com água em casa e fazer vários litros? Jogar no lixo os recipientes íntegros é inteligente, eles são realmente inúteis após um único uso? Faríamos o mesmo com uma jóia, ou com uma roupa nova, usou jogou?

 

Tipos de garrafas

As garrafas mais comuns hoje são:

  • Vidro – Feita de cristais de quartzo (Areia e outros minerais) fundidos através de muito calor
  • PAD – Poliuretano de alta densidade – Plástico mais resistente e difícil de reciclar produzido com petróleo
  • PET – Politereftalato de etileno – Plástico também oriundo do petróleo fácil de moldar com aumento de temperatura, é mais fácil de reciclar.
As garrafas de vidro são as mais antigas e as mais impermeáveis delas, qualquer líquido contido em uma garrafa de vidro(desde que ela não tenha rachaduras), pode ser retirado completamente de seu interior após uma boa higienização feita através de um processo de lavagem e pasteurização.
As garrafas PAD são usadas normalmente para transporte de grandes quantidades de líquido ou para armazenamento de líquidos corrosivos, é mais resistente que o PET, uma das embalagens mais tradicionais em PAD são as garrafas de produtos de limpeza (como as embalagens de alvejante).
O PET chegou com tudo nos anos 1990 no Brasil. Por ser um material de fácil manuseio para as indústrias, ter menos peso e gerar menos ricos de perdas durante o transporte tomou muito rápido espaço das garrafas de vidro na industria de embalagens alimentícias.

Perigos nas garrafas

São muitos os materiais armazenados em garrafas, mas existe uma divisão crucial entre os materiais:

  • os alimentícios
  • os não alimentícios

Cada tipo de embalagem envolve um risco quando falamos de armazenamento, transporte e reaproveitamento.

As garrafas plásticas (PET e PAD) são leves, fáceis e seguras de transportar, mas são inflamáveis e não devem ser reaproveitadas para armazenamento de outros líquidos após o uso principalmente alimentícios. O plástico absorve compostos químicos se contaminando com facilidade e não suporta as temperaturas ideais para pasteurização que promove a higienização ideal para a reutilização do recipiente conta contaminação biológica.

Garrafas de vidro podem ser reutilizadas após um processo de lavagem e esterilização mas podem ser perigosas ao quebrar quando mal manuseadas e/ou armazenadas.

 

Processo de reaproveitamento das garrafas

Reaproveitar garrafas plásticas (PAD e PET) não é recomendados pelos fabricantes, mas pode ser feito se tomarmos os seguintes cuidados:

  • Apenas aproveitar garrafas das quais você conhece a procedência, preferencialmente produtos que você mesmo consumiu
  • NUNCA armazenar alimentos em garrafas que já armazenaram produtos não alimentícios
  • Usar para confecção de vasos e artesanatos

Garrafas de vidro são feitas para serem reaproveitadas, após o armazenamento podem retornar às fábricas e após um processo de higienização e esterilização voltam a armazenar líquidos para comercialização.

Processo de Reciclagem das garrafas

 

Qual o melhor tipo de garrafa?

No mundo perfeito e retornável todas as garrafas teriam seu espaço, o vidro na industria alimentícia e os Plásticos (PET e PAD)  na indústria de produtos de limpeza e químicos.

A melhor garrafa sempre será a retornável e/ou reutilizável.  É inaceitável que o plástico, um material que demora mais de 400 anos para se degradar, seja tratado como descartável e inutilizável em dias ou meses.

Hoje empresas com visão responsável já comercializam produtos em embalagens de refil e produtos diluíveis, pois entendem que o descarte de plástico e o grande volume de água nos componentes são saídas pouco inteligentes e insustentáveis a longo prazo.

Pense como o melhor tipo de garrafa a que pode ser reutilizada de melhor forma de acordo com as suas necessidades.

 

Dicas para comprar produtos em garrafas e portes inteligentes:

  • Prefira comprar refrigerantes e outras bebidas em embalagem de Vidro retornável
  • Compre produtos que possuam opção de compra em refil para reutilização de embalagens plásticas
  • Prefira sempre produtos concentrados, ele usam menos embalagens e ajudam a reduzir a emissão de CO2 diminuindo o volume de produtos transportados, leve uma máquina de calcular para o mercado e faça as contas antes de colocar os produtos no carrinho. Tamanho não é documento.
  • Compre produtos que “rendem mais”
  • Dispense o Marketing, prefira embalagens compactas, que usem somente o material realmente necessário para proteger a mercadoria