Cozinhando com a alma

Tudo o que tocamos recebe a nossa energia. Esta energia pode ser positiva ou negativa, conforme nossa postura mental.

O alimento elaborado recebe esta energia vital e a pessoa que o ingerir será influenciada por esta energia.

Alimento tem “aura” e esta aura formou-se a partir da semente, de terra em que foi semeada, como foi estocada, sua comercialização, e a mente de todas as pessoas relacionadas a estes processos e principalmente mente do responsável pelo preparo destas refeições.

 Conforme o grau de espiritualidade das pessoas que o receberem, poderá  interferir ou não, diretamente na saúde e na vida das pessoas que o ingerirem.

O ato de atrair determinados alimentos está diretamente relacionado com a própria mente da pessoa que irá ingeri-lo.

Muitas vezes preparamos um chá a um enfermo com carinho. E esta pessoa recebe este chá como um bálsamo, uma especiaria inigualável, que lhe dá uma sensação de alívio e prazer.

Este chá, alem das ervas, contem o amor da pessoa que o preparou, e torna-se revitalizante para o corpo e para a alma.

 

Caso verídico

 

O Sr. Nobuo Murakami amava trabalhar em cozinhas e preparar deliciosos pratos.

Foi convocado para guerra em 10 de janeiro de 1942 e atuou num campo de batalha da china. Na véspera do dia em que o destacamento faria um ataque surpresa ao inimigo, os soldados lhe pediram para preparar um alimento bem gostoso para o jantar, pois muitos morreriam no dia seguinte.

O Sr Murakami preparou com todo carinho arroz com curry. O cheiro estava tão bom que até o major solicitou o prato.

Quando partiram para atacar os inimigos, não encontraram ninguém. Os soldados inimigos sentiram o cheiro do curry e perceberam o cerco da tropa japonesa. Retiraram-se do local. E assim muitas vidas foram salvas.

 

Um cozinheiro que se dedica de corpo a alma a seu trabalho, obtém resultados preciosos.

(Fonte: A escola da vida é maravilhosa, Seicho Taniguchi)