Aspectos positivos e negativos da dieta vegetariana

Obesidade

A dieta vegetariana auxilia a manutenção do peso corporal. Alguns fatores que propiciam a diminuição do peso corporal são o baixo consumo de alimentos gordurosos, o alto consumo de fibras e o aumento na ingestão de hortaliças.

Doenças cardiovasculares

Vários estudos revelam a redução de incidências de doenças cardiovasculares relacionadas
a alimentação vegetariana. Os níveis de colesterol no sangue dos vegetarianos são mais baixos quando comparados aos onívoros. Isto se deve á diminuição no consumo de gordura saturada, aumento no consumo de frutas oleaginosas (omega 3), aumento no consumo de fibras (furtas, hortaliças e leguminosas).

Diabetes

A incidência de diabetes melito tipo II parece ser bem inferior entre os vegetarianos quando comparada á incidência entre os onívoros. Esta vantagem pode estar relacionada ao menor índice de peso corporal e ao elevado consumo de fibras.

Pressão sanguínea

Os vegetarianos apresentam menor incidência de hipertensão.

Câncer

A incidência de câncer na população vegetariana é menor quando comparado aos onívoros.
Os fatores que podem contribuir para esta diminuição são o baixo consumo de gordura de origem animal, aumento no consumo das fibras, baixos níveis de ferro heme, de origem animal, aumento no consumo de fitoquímicos.

Redução de desordens no sistema gastrointestinal:
Aumento no consumo de fibras e fitoquímicos e outros.

Fatores negativos da alimentação vegetariana

Quando a alimentação vegetariana não é bem planejada, pode ocorrer risco de insuficiência de alguns nutrientes como vitamina B12, vitamina D, ferro, zinco e cálcio.

É necessário um bom planejamento, e seleção dos alimentos a serem ingeridos.
Segundo a American Dietetic Association (ADA, 1993), as dietas vegetarianas apropriadamente planejadas são adequadas a todos os estágios do ciclo vital.